Fale com o Dmae 0800 940 7272

Programa Buriti - Proteção às Nascentes


O Programa Buriti é uma iniciativa do Dmae, órgão que trata a água e o esgoto de Uberlândia. Em cumprimento à Lei Estadual 12.503, de 1997, a autarquia apoia os produtores rurais em ações de proteção e recuperação das nascentes do rio Uberabinha. Em 2008, o Programa foi regulamentado como lei municipal 10.066 / 2008, alterada pela lei 11.806/14. Desde então, o Buriti já realizou o plantio de mais de 200 mil mudas. Para 2017, está previsto o plantio de 65 mil mudas de espécies nativas do cerrado.

Proteger, recuperar nascentes e fazer o plantio de matas ciliares é o mínimo necessário para que não falte água com qualidade e quantidade para o abastecimento das cidades e para as atividades rurais. E é assim que cada produtor rural torna-se também um Conservador de Água. Para o técnico de campo do Programa Buriti, Cairo Silva, a qualidade da água é o resultado mais visível. “Destruir é rápido, recuperar é demorado. Uma árvore leva 8 a 10 anos para conseguir sobreviver sozinha. Com o programa, estamos dando condições para a preservação. Essa recomposição evita, por exemplo, que dejetos e agrotóxicos vão parar nos mananciais”, afirma Cairo Silva. 

O Dmae não está sozinho na criação do Programa Buriti. Entidades como o Instituo Mineiro de Gestão das Águas trabalham em conjunto com a autarquia e conhecem de perto as necessidades do produtor rural. O aporte financeiro é um desses recursos, mas não é mais relevante que o conhecimento técnico e a mão-de-obra qualificada que aponta soluções e identifica fundos de fomento criados para apoiar ações que conciliem geração de renda com respeito ao meio ambiente.

Programa Buriti é ampliado

 

13/06/2017

Foi aprovado nesta terça-feira, 13 de junho, em segunda discussão, na Câmara Municipal de Uberlândia, o projeto de Lei de autoria do prefeito Odelmo Leão, que amplia o Projeto Buriti do Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae). O Projeto, que visa a recuperação e preservação de nascentes e áreas degradas, já é realizado desde 2008 nas bacias do Rio Uberabinha e Ribeirão Bom Jardim e, agora, se estende também para o Rio Araguari onde está sendo construída a Estação de Captação e Tratamento de Água Capim Branco.

Implantado na primeira gestão do prefeito Odelmo Leão, o Buriti passa a atuar também nas propriedades que margeiam as nascentes do Rio Araguari, podendo ser desenvolvido por meio de parcerias, orientações, investimentos e convênios com outros municípios. “Esse projeto é de grande importância para os nossos mananciais porque vai garantir que o produtor tenha água de qualidade. E o mais importante, é tudo de graça. O proprietário que faz a adesão não tem custo algum”, destaca Sérgio Vieira Attie, diretor geral do Dmae.

O projeto segue no mesmo formato, realizando a recuperação de áreas à montante do Rio (antes da captação) sem custo extra ao Dmae.

Rio Araguari

Com a aprovação da lei a Gerência Ambiental do Dmae começa, a partir do próximo ano, mapear as áreas à montante (antes da captação) do Rio Araguari. Os técnicos farão a identificação das fazendas para saber a extensão e o tipo de ação que precisa ser empregada no local. O produtor que se interessar pode procurar o Dmae para se informar e fazer o pré-cadastro.

Informações pelo e-mail programaburitidmae@gmail.com ou pelo telefone 3223-6027.

 

SAIBA MAIS

Quer mais detalhes sobre o Programa Buriti ou deseja se cadastrar como produtor? Entre em contato pelo email programaburitidmae@gmail.com ou pelo telefone 3223-6027.

 

O Programa Buriti já realizou:

- 384 mil e 4 metros lineares de cerca

- 216.848 mudas plantadas

- 2.655 hora-máquina

- 305 barraginhas

- 442 hectares terraceamento (espécie de curva de nível)

- 13,5 quilômetros de readequação de estradas

- 4.817 hectares de APP protegida

 

  • Compartilhar
Rua Martinésia, 245 - Aparecida
CEP: 38400-606 Fone: (34) 3233-4611